domingo, 23 de junho de 2013

CURSO: OFICINA DE PROJETOS FOTOVOLTAICOS - Projeto, dimensionamento e montagem de sistemas fotovoltaicos para edifícios e áreas externas.


Local: Sede do IAB-DF - 603 Sul – Brasília - DF
Data: 10 de agosto de 2013.
Horário: 9 às 12 hs e 14 às 17 hs.
Investimento: R$ 230,00.
Desconto de 50% p/ estudantes de graduação e pós-graduação.
Desconto de 30% p/ sócios do IAB em situação regular.

Instrutor: Arquiteto Mário Hermes Stanziona Viggiano
Inscrições e contato: (61) 8146-3435 / 3223-5903 (IAB-DF)

domingo, 24 de março de 2013

Como germinar brotos comestíveis


O processo é fácil:

·         Coloque as sementes para hidratar em um pote de água durante 24 horas. Voçe irá notar que elas irão ficar inchadas.

·         Coloque as sementes em uma peneira plana sobre uma bacia com água de forma que a água fique encostando na peneira, sem submergir as sementes.

·         Coloque a peneira em local arejado sem sol direto.

·         Borrife diariamente água limpa com um borrifador sobre as sementes.

·         Os brotos irão germinar em 3 dias.

·         Recolha cuidadosamente os brotos e lave-os com água limpa.

·         Pronto, já podem ser consumidos frescos.

·         Sementes ideais para fazer bons brotos: lentilha, feijões azuki, gergelim, alfafa, trevo.

Como monitorar o estado de carga das baterias em sistemas fotovoltaicos


O estado de carga das baterias pode ser monitorado a partir da medição da voltagem instantânea de cada bateria. Esta medição deve ser feita com as baterias desconectadas dos painéis e do controlador de carga ligando os ponteiros do voltímetro diretamente nos pólos positivo e negativo da bateria.
O resultado da medição pode ser comparado a tabela seguinte que fornece o percentual de carga relativo a cada estado de carga das baterias.
 

Norma sobre o aproveitamento da água da chuva - NBR 15527

A Norma Brasileira que estabelece os critérios e procedimentos para o correto aproveitamento das águas pluviais urbanas é a ABNT NBR 15527 - Aproveitamento de coberturas em áreas urbanas para fins não potáveis - Requisitos. Válida a partir de outubro de 2007.
saiba mais em:
www.abnt.org.br

quarta-feira, 20 de março de 2013

Brotos comestíveis: uma solução para a erradicação da fome

Pesquisando a produção caseira de alimentos, me deparei com os brotos comestíveis. Brilhante descoberta milenar da engenharia alimentar que começou recentemente a povoar nossos lares, trazida pela culinária oriental. Produzindo brotos em casa, em um espaço restrito de menos de meio metro quadrado, conclui que esta pode ser uma das grandes soluções para a erradicação da fome mundial.
saiba mais em:

O veneno está na mesa - filme sobre agrotóxicos

Filme essencial com informações verdadeiras:
http://www.youtube.com/watch?v=WYUn7Q5cpJ8

Friburg cidade verde e sustentabilidade urbana

Um conceito interessante de sustentabilidade urbana que agrega o controle de emissões, destino dos rejeitos, energia, água, mobilidade urbana e conservação.
Friburg é uma pequena cidade alemã que pode ser considerada, como poucas, uma ciade verde.
conheça o site oficial:
http://www.freiburg.de/pb/,Len/225797.html

segunda-feira, 18 de março de 2013

Construindo uma Casa Autônoma - Arquiteto Mário Hermes Stanziona Viggiano

"O “sustentável”, aliás, está na moda e infelizmente nosso mundo está povoado dos ecoaproveitadores: ONGs inescrupulosas, políticos prevalecidos e grandes empresários que consideram feitos dignos de notícia as pequenas ações mitigadoras e filantrópicas que suas megacorporações fazem em prol da ecologia."trecho extraído do livro - página 13

Livro disponível para venda em:
http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-471707266-livro-construindo-uma-casa-autnoma-mario-viggiano-ft-gratis-_JM

Saiba mais em:
http://casa-autonoma1.blogspot.com.br/

sexta-feira, 15 de março de 2013

Criação de minhocas - vermicompostagem


Para o começo de uma pequena criação de minhocas é necessário:
·         Caixa plástica alta – para evitar a fuga das minhocas
·         Esterco bovino para o alimento
·         Colônia de minhocas adultas

Pode iniciar a criação com uma colônia de 100 minhocas colocadas na caixa com 3 sacos de 40 litros de esterco bem curtido (esterco cru irá gerar calor que matará as minhocas).
Manter sempre úmido sem encharcar.
Colocar em local sombreado.
O tempo de colheita vai variar em função da quantidade de minhocas. Elas irão se reproduzir e com o passar do tempo, necessitarão de mais comida se não forem divididas em outras caixas.
Para colher peneire o húmus separando as minhocas que irão colonizar a caixa novamente. A medida que a colônia cresce, mais alimento deverá ser acrescentado e novas caixas serão necessárias com a divisão da colônia.

Estrutura de madeira detalhamento


Um dos maiores problemas da utilização de estruturas de madeira na arquitetura é a junção dos panos de alvenaria com a madeira. Em climas secos a madeira passa por uma grande variação higromórfica (alteração da forma pela umidade), criando trincas e deformando a alvenaria.
Principal solução para o problema:
A alvenaria deve trabalhar independente da madeira. Deve-se criar juntas de dilatação sempre que os dois materiais se encontrarem.

Economize dinheiro utilizando a água da chuva


Um sistema de água da chuva requer a captação pelas calhas, a filtragem e o armazenamento.
Dependendo da dimensão e da especificação dos equipamentos, um sistema de aproveitamento de água da chuva residencial pode custar de R$ 3.000,00 a R$ 8.000,00, gerando uma economia de R$100,00 a R$ 500,00,com um retorno de investimento (payback) de 2,5 a 5 anos.

Saiba mais em:
http://obrasustentavel.blogspot.com.br

terça-feira, 12 de março de 2013

O que são águas cinzas?


As águas cinzas são aquelas derivadas do uso doméstico ou comercial exclusivamente dos chuveiros, lavatórios de banheiro, banheiras, tanques e máquinas de lavar roupas.

Primavera Silenciosa de Rachel Carson


Este fabuloso documento histórico aponta de forma rigorosa e enfática toda a trajetória do abuso dos pesticidas, herbicidas, inseticitas e todos os produtos químicos que há décadas vêem sendo lançados ao meio ambiente. Escrito em 1962, permanece atual pricipalmente para o Brasil que tem um dos maiores índices de uso de produtos químicos na agricultura.

capítulos:

1-Uma fábula para o amanhã

2- A obrigação de suportar

3 - Elixires da morte

4 - Águas da superfície e mares subterrâneos

5 - Os reinos do solo

6 - O manto verde da terra

7 - Devastação desnecessária

8 - E nehum pássaro canta

9 - Rios de morte

10 - Lançados iniscrimianadamente dos céus

11 - Muito além dos sonhos dos bórgia

12 - O preço humano

13 - Por uma janela estreita

14 - Um em cada quatro

15 - A natureza contra-ataca

16 - Os primeiro ribonbos de uma avalanche

17 - A outra estrada

Adubação orgânica


Os principais adubos utilizados na produção orgânica são:

·         Húmus de minhoca

·         Esterco de gado

·         Esterco de aves

·         Farinha de osso

·         Cinza vegetal

·         Torta de mamona

·         Composto da compostagem

·         Fosfato de rocha

Saiba mais em:


domingo, 10 de março de 2013

Arquitetura de tubos de papelão


Os tubos de papelão são uma alternativa sustentável para uso na arquitetura. Os tubos que suportam as bobinas de papel da indústria gráfica possuem excelente resistência à tração e compressão e podem ser utilizados em peças estruturais como mostrado na foto.

O principal expoente da arquitetura mundial que utiliza esse material é o arquiteto SHIGERU BAN.

Saiba mais sobre ele em:

http://www.shigerubanarchitects.com/

 saiba mais sobre o assunto em:

http://marioviggiano.blogspot.com.br/

 

Reuso das águas cinzas no vaso sanitário


Há algum tempo atrás, recebemos uma consulta de um morador de São Paulo que instalou um sistema de tratamento de águas cinzas em sua casa. O sistema está desativado devido ao mau cheiro e a baixa qualidade da água final. Durante a conversa, descrevi de forma genérica o funcionamento do nosso sistema e dei a minha opinião do que poderia ser melhorado.

Além disto, expliquei porque sou radicalmente contra o uso de águas cinzas tratadas, por melhor que seja o resultado final do tratamento, nos vasos sanitários.

Os tratamentos convencionais sem produtos químicos, não retiram totalmente o nitrogênio amoniacal da água, responsável pelo forte odor de urina e matéria em decomposição. Estes produtos, mesmo em pequenas quantidades, são responsáveis pelo aspecto acinzentado da água e irão produzir manchas no vaso sanitário, além do mau cheiro característico.

A minha sugestão final foi que ele melhorasse o sistema e direcionasse as águas cinzas tratadas somente para a irrigação.

Saiba mais em:

WWW.aguascinzas.com.br

Saiba mais sobre retorno do investimento com o sistema de águas cinzas em:
http://obrasustentavel.blogspot.com.br

sábado, 9 de março de 2013

Quais os usos recomendados para a água de reuso do tratamento das águas cinzas?

Exclusivamente para irrigação de gramados, jardins e pomares sendo que este último somente por gotejamento.

Jamais utilizar na irrigação de hortas e pomares por aspersão.

Nunca alimentar torneiras que possam ser acessadas por adultos e crianças e que permitam a ingestão da água que, apesar de tratada, não é potável.

Saiba mais em:

WWW.aguascinzas.com.br

 

sexta-feira, 8 de março de 2013

Sistema de aproveitamento da água da chuva

Um sistema típico compreende:

1) Captação através de calhas ou lage impermeabilizada;
2) Pré filtro que impede o entupimento dos canos de descida;
3) Tubos de descida da água captada;
4) Filtro;
5) Reservatório de armazenagem inferior;
6) Freio d'água que impede o turbilhamento das sujeiras do fundo do reservatório inferior;
7) Ladrão do reservatório com proteção contra a entrada de insetos e roedores;
8) Sistema de bombeamento para o reservatório superior;
9) Filtro bóia que impede o bombeamento de partículas suspensas no reservatório inferior;
10) Reservatório susperior;
11) Sistema de retro-alimentação que permite a entrada de água do concessionário em momentos de falta da água da chuva;
12) Distribuição da água nos pontos não potáveis da edificação.

Instalando placas solares fotovoltaicas: em série ou em paralelo


Uma dúvida corrente na instalação de duas ou mais placas fotovoltaicas é como fazer as ligações entre elas.

Quando ligamos as placas em série as voltagens são somadas e a amperagem de serviço permanece a mesma.

Quando ligamos as placas em paralelo, a voltagem permanece a mesma e as amperagens de serviço são somadas.

LIGAÇÃO EM PARALELO             


















LIGAÇÃO EM SÉRIE
 

quinta-feira, 7 de março de 2013

Reuso das águas cinzas: custo e benefício


O cálculo preciso vai depender do valor que o cliente paga pela água em sua localidade. É importante salientar que na maioria dos locais atendidos por rede de água e esgoto é cobrada pelo concessionário uma tarifa pelo tratamento do esgoto correspondente a 100% do valor cobrado pelo fornecimento da água potável.

Por exemplo, se uma família reusa 1000 litros de águas cinzas por dia, teremos 30 m³ reusados por mês. O valor pago pela água e esgoto é R$ 5,00 por m³. No mês esta família terá economizado R$ 150,00 com o reuso (30 m³ x R$ 5,00). Se um equipamento de tratamento com reuso custar R$ 3.000,00, o equipamento se pagará em cerca de 20 meses (R$ 150,00 x 20 meses).

Saiba mais em:

WWW.aguascinzas.com.br

 
Saiba mais sobre retorno do investimento em:

Construindo uma Casa Autônoma

Conheça a publicação em:
http://casa-autonoma1.blogspot.com.br/

segunda-feira, 4 de março de 2013

Dois tipos de instalações fotovoltaicas


A geração de energia fotovoltaica é obtida a partir dos PAINÉIS FOTOVOLTAICOS. Uma instalação desta natureza para um edifício pode ser feita de duas maneiras:

1-Pelo sistema autônomo no qual é necessário um acumulador ou bateria para armazenar a energia gerada;

2-Pelo sistema interligado que é ligado direto à rede de distribuição.

Os painéis de geração possuem uma tensão de saída em torno de 17 Volts e o seu tamanho determina a potência.

Os modelos comerciais variam entre 5W e 120W.

Para uso em corrente alternada de tensão 110 ou 220Volts é necessária a transformação através do aparelho INVERSOR.

Qualquer sistema conta ainda com o CONTROLADOR DE CARGA que gerencia a energia gerada, a energia que sai para o consumo e a carga das baterias.

Saiba mais sobre energia fotovoltaica:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Painel_solar_fotovoltaico

Tijolos de solo cimento na construção civil


Os Tijolos de Solo cimento são preparados a partir de uma máquina manual de prensagem que, com uma mistura de terra, cimento e água, prensa a massa formando um tijolo que é seco ao tempo. A proporção de água da mistura é estudada de forma a deixar o tijolo com a consistência ideal para secar sem rachar. A terra ideal deve ter baixas quantidades de Silte. Os Tijolos de Solo cimento são uma excelente opção para construções com tijolo aparente e apresentam uma relação custo/benefício positiva em habitações mais econômicas. Outra importante vantagem é que, pelos furos do tijolo pode-se fazer passar a fiação com significativa economia em eletrodutos aparentes. Em construções térreas pode-se ainda fazer as paredes auto portantes com laje tipo Radier racionalizando a aplicação de pilares e vigas de concreto.

Saiba sobre solo cimento em:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Solo_cimento

domingo, 3 de março de 2013

O Adobe produzido pelos Kalunga na região da Chapada dos Veadeiros


Os Kalunga, descendentes de Quilombolas do planalto central, trazem na tradição a manufatura de um excelente tijolão de adobe feito a partir de uma forma de madeira.
Saiba mais sobre os Kalunga em:

Tecnologia na sustentabilidade: fibra óptica para iluminação


A fibra ótica tem sido largamente utilizada em telecomunicações para a transferência de informações digitais.
Pelo fato de ser um excelente sistema de transmissão luminoso, a fibra ótica começa a ser utilizada também na iluminação de interiores. É a iluminação natural levada ao interior sem consumo de energia elétrica.
O sistema na teoria é simples, pois consiste de captores de cristal localizados na cobertura e cabos de fibra óptica que levam a luz captada para luminárias difusoras de luz no ambiente.
Saiba mais sobre o sistema em:

Saiba mais sobre fibra óptica em:

sábado, 2 de março de 2013

O eucalipto tratado na construção civil: prós e contras


Executei um projeto com estrutura de madeira de eucalipto e em recente palestra que proferi em um evento em Brasília, fui questionado sobre a viabilidade de sustentabilidade deste material. O meu interlocutor achava que não era viável pelos principais motivos da baixa durabilidade mesmo com tratamento e do grande impacto ecológico oriundo do produto utilizado no tratamento das toras de eucalipto, visto que todas as sobras da madeira (tocos e serragem) são despejadas na natureza causando poluição pesada. São argumentos fortíssimos que me fizeram reavaliar a viabilidade e colocar na balança este material em reação aos seus principais benefícios.

 Prós do uso do eucalipto tratado:
·         O eucalipto é uma madeira de reflorestamento
·         Possui crescimento rápido
·         Baixo custo operacional
·         Vasto conhecimento sobre a planta e seu cultivo
·         Boa resistência mecânica

 Contras do uso do eucalipto tratado:
·         Utiliza um tratamento agressivo que causa impacto ambiental
·         Mesmo tratada, tem baixa durabilidade
 

A técnica milenar do adobe


O adobe é uma técnica de modelagem do barro formando um tijolão para assentamento. O tijolo de adobe é normalmente seco à sombra. A terra de composição deve ser bem amassada e isenta de matéria orgânica. O resultado do assentamento é uma parede rústica mas com grande inércia térmica o que garante uma excelente propriedade bioclimática ao ambiente que leva este revestimento. A modelagem do tijolo é feita normalmente com uma forma de madeira.

Saiba mais em:
http://arquiteturabiologica.blogspot.com.br/

Compostagem orgânica – solução para o lixo orgânico nas grandes cidades


A compostagem é o processo de transformação da matéria orgânica em adubo. Esta transformação a nivel local é uma excelente solução para o problema do lixo urbano. Diversos tipos de composteiras podem ser construídos porém o processo básico é o mesmo: uma câmara fechada, aerada, com possibilidade de coleta do chorume e facilidade de colocação e retirada do composto. Saiba mais em:

http://www.composteiraorganica.com.br/

Extrato de Neem – inseticida natural


No LaBSiP (Laboratório de Bioarquitetura e Sistemas Produtivos), fizemos diversas experiências com inseticidas naturais. Borrifando o mamoeiro com o óleo de Neem (Azadirachta indica), tivemos excelentes resultados. O mamão que ficava com pontos pretos e caia antes de amadurecer e o maracujá doce que murchava ainda verde já podem ser colhidos como mostra a foto.

Saiba mais sobre o Neem em:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Neemtree.jpg

 

sábado, 5 de janeiro de 2013